A ciência por trás da cor do cabelo
3. Mai 2024

A ciência por trás da cor do cabelo

Sabia que temos tendência a ter uma cor de cabelo mais clara quando somos bebés? A ciência e a genética também estão por trás da cor do cabelo e neste artigo explicamos-lhe porquê e algumas curiosidades relacionadas com a cor do cabelo e as tintas para o cabelo.

Que efeito tem a melanina no cabelo? 

A cor do cabelo é composta por melanina, um pigmento natural responsável pela cor da pele e do cabelo. Existem dois tipos diferentes de melanina: a feomelanina (que tem tons avermelhados) e a eumelanina (que tem tons louros e acastanhados).

A quantidade de cada tipo de melanina no nosso cabelo é o que produz a sua tonalidade única. Estas quantidades e tipos de melanina produzidos são determinados pelos genes e herdados dos nossos pais.

Os melanócitos são as células que produzem a melanina e a colocam no córtex da fibra capilar em crescimento.

Durante a infância, os melanócitos do folículo piloso ainda não estão completamente desenvolvidos e não produzem melanina na sua capacidade máxima. É por isso que a cor do cabelo muda durante os primeiros anos de vida e estabiliza completamente aos 4 ou 5 anos, quando os melanócitos estão maduros.

Os melanócitos irão manter a mesma produção de melanina durante toda a vida adulta. Quando diminuem ou deixam de produzir melanina, é quando começamos a ter cabelos brancos ou cinzentos. Os cabelos brancos podem ser prevenidos e tratados, mas é preciso ter em conta que a genética é também um fator fundamental que irá influenciar o momento de aparecimento.

 

As louras têm mais cabelo

Sabia que as louras tendem a ter mais cabelo do que as morenas?

As estatísticas mostram que, consoante a cor do cabelo, as pessoas louras têm mais cabelo do que as outras.

O cabelo louro tende a ter uma maior densidade capilar, o que significa que há mais fibras capilares presentes no couro cabeludo em comparação com as cores de cabelo mais escuras.

Os ruivos tendem a ter o menor número de fibras capilares no couro cabeludo.

No entanto, como o cabelo louro é mais claro (e, por isso, tem menos melanina), pode dar a impressão de ser mais fino. É importante distinguir entre a espessura do cabelo (diâmetro de cada fibra) e a densidade capilar (número de fibras por área).

A ciência por trás da cor do cabelo

Pinturas e diferentes cores

Cerca de 80% das mulheres já pintaram o cabelo pelo menos uma vez e 70% pintam-no frequentemente.

Existem diferentes tipos de produtos que podem ser utilizados para mudar a cor do cabelo, embora se deva dizer que se trata de uma forma de danificar o cabelo, enfraquecendo-o e tornando-o baço e quebradiço.

 

Descoloração

A melanina encontra-se no córtex da fibra capilar e, quando a descoloração chega aí, decompõe os pigmentos de melanina, o que faz com que a cor do cabelo desvaneça. Este processo pode ser muito prejudicial para a fibra capilar, uma vez que a descoloração pode danificar a queratina e remover os lípidos que mantêm as cutículas seladas.

 

Pinturas imediatas

Têm moléculas grandes que aderem apenas à superfície do cabelo. Não causam qualquer dano, mas duram apenas algumas lavagens.

 

Pinturas semi-permanentes

Produzem pequenas alterações de tonalidade e podem conter ingredientes descolorantes ou alcalinos em pequenas doses e moléculas de corante mais pequenas que se podem fixar durante mais tempo na fibra capilar. Normalmente não causam danos graves, mas têm uma capacidade de cobertura limitada e duram apenas algumas semanas.

 

Pinturas permanentes

Contêm uma quantidade significativa de ingredientes descolorantes e alcalinos para garantir mudanças de cor maiores e mais duradouras, bem como um maior poder de cobertura.

 

Tintes naturales. A ciência por trás da cor do cabelo

Corantes naturais

Existem muitos tipos de tintas naturais para o cabelo, como a hena, o índigo e as argilas. Cada um tem a sua própria cobertura, durabilidade e tonalidades. Normalmente não danificam a fibra capilar, mas podem causar alergias em pessoas sensíveis aos seus componentes.

 

Para manter a saúde do seu cabelo, tente usar tintas de cabelo menos agressivas e incorpore na sua rotina Olistic Women que cuida do seu cabelo de dentro para fora e fornece os nutrientes necessários para que as fibras capilares cresçam saudáveis e fortes. Quando o cabelo cresce de forma saudável e é composto por uma estrutura de queratina forte, pode ser mais resistente à descoloração e às tintas.

 

3. Mai 2024